Eletromecânica 11/6/2019 Controle do movimento na ponta dos dedos
A indústria digital já é uma empolgante realidade no Brasil, e a Parker demonstrou isso na prática durante a última edição da Expomafe – Feira Internacional de Máquinas-Ferramenta e Automação Industrial, realizada em São Paulo no mês de maio.

Quem visitou o estande pôde conferir e operar, por meio de um controlador de videogame, uma estação de Factory Automation que simulava operações de transfer e pick-and-place. Solução completa e integrada, a estação reuniu diversos recursos das tecnologias pneumática e eletromecânica, além de sensores sem fio de última geração, incluindo drive, servomotor e componentes que permitem a conexão do sistema com redes digitais no âmbito da Indústria 4.0 e Internet das Coisas (IoT). 

IoT na prática

Para assegurar a eficácia do conjunto, a estação foi equipada com sistema completo para a preparação do ar comprimido – formado por válvula de esfera, filtro regulador, bloco distribuidor, filtro coalescente e válvula de segurança P33 (que atende categoria 4 e norma NR12 em segurança de máquinas). 

Todos esses componentes fazem parte da linha Parker FRL Global, que tem a vantagem da facilidade na instalação e manutenção do FRL, modularidade entre os componentes e grande variedade de opcionais, garantindo elevada pureza do ar utilizado no equipamento. 

O ar tratado é então direcionado pelos manifods Série H e Moduflex, ambos capazes de integrar no mesmo bloco válvulas com funções e tamanhos diferentes. Devido à capacidade de utilizar os principais protocolos de comunicação em rede, essas válvulas atendem grande parte das aplicações exigidas pelo mercado. 

A estação foi equipada com oito cilindros Parker de última geração, entre modelos pneumáticos e elétricos – incluindo os cilindros sem haste OSPP (indicados para aplicações onde o espaço é reduzido), P1P (que são quase 50% menores que outros cilindros de mesmo curso) e Mini ISO P1A (apropriados para operar na indústria de embalagens, alimentícia e têxtil). Os cilindros foram equipados com sensor da Série CPS, que possibilita o monitoramento contínuo de posição.

Todos os movimentos eram comandados com o auxílio de um joystick de videogame, transformando a operação do equipamento em uma atração divertida. Os visitantes puderam transportar ou coletar um powerbank de celular simulando uma linha de produção.

Paradas precisas

O cilindro elétrico Série OSP-E foi integrado ao Factory Automation para demonstrar que é possível agregar precisão de parada a qualquer processo. A solução completa com cilindro elétrico sem haste, servomotor integrado Série SMH e servodrive Série Compax3S comprovou essa precisão quando controlada pelo joystick. Na indústria, máquinas de corte em vôo e embalagem (flowpack), por exemplo, exigem extrema precisão de parada para que a produtividade seja garantida.

Toda a integração podia ser visualizada e controlada pelo computador industrial com IHM da Série IPX, com solução desenvolvida em plataforma Windows. Com design “slim” e hardware robusto, os computadores industriais Parker Série IPX são ideais para aplicação em ambientes industriais.

Trabalhando em conjunto com um gerador de vácuo, os cilindros movimentavam uma bandeja em várias direções, gerenciados pelo controlador modelo Parker Automation Controller (que pode desempenhar as funções de controlador lógico programável, controlador multieixo ou controlador CNC). Por sua vez, o controlador recebia e processava as informações geradas pelos sensores, centralizando a inteligência da máquina. 

Monitoramento digital

Todas as condições de operação da estação eram fielmente registradas pelos sensores sem fio Parker SensoNODE da linha Gold, que estão disponíveis nos modelos para o monitoramento de pressão, vazão, umidade, temperatura e corrente para atender todas as aplicações industriais. Os sensores transferem os dados para um gateway, interface que leva a informação para a nuvem, permitindo o acesso aos relatórios de funcionamento do equipamento ou processo de qualquer lugar onde haja internet disponível.

Lucas Toledo, responsável pelo desenvolvimento de negócios de IoT na América Latina, explica o objetivo da estação Factory Automation: “Exploramos as possíveis integrações entre as soluções e produtos Parker no âmbito da Indústria 4.0; essa integração é de extrema relevância na indústria, pois permite a análise preditiva de sistemas e processos ao nível de componentes e cria a big data de processos e sistemas, que por sua vez possibilita a análise de tendências”, avalia.

O especialista de Eletromecânica Ricardo Pascoal lembra que a Parker pode fornecer todas as soluções e componentes necessários para levar as empresas ao patamar da indústria 4.0. “Essas tecnologias integradas também podem aprimorar sistemas e processos no dia a dia de forma rápida e fácil”, informa. “Com o controlador lógico programável PAC é possível conectar diversos tipos de ecossistemas baseados em nuvem, permitindo o envio de dados e a criação de dashboards dinâmicos para a análise das aplicações”, comenta. 

Além das tecnologias de Pneumática e Eletromecânica, a Parker demonstrou na Expomafe suas diversas soluções para Filtração, Instrumentação, Hidráulica e Condução de Fluidos e Gases. 

Para saber mais sobre as soluções Parker, ligue 0800 727 5374 ou e-mail falecom@parker.com.
Estação Factory Automation: tecnologias integradas em nuvem Parker SensoNODE Gold e Gateway VoM: sistemas integrados e conectados à rede da fábrica

veja outras notícias Controle do movimento na ponta dos dedos

Expediente ©Parker Hannifin Corp. 2019