24/10/2019 10 passos para uma instalação econômica e segura- Parte 1

Em qualquer aplicação de instrumentação, o primeiro passo para garantir a segurança e a confiabilidade da instalação é selecionar corretamente a tubulação para o processo. Veja a seguir algumas dicas para obter sucesso nessa tarefa.

Passo 1 - Consulte o fabricante

Entre as principais causas de vazamentos em sistemas de tubos e conexões destacam-se a especificação e a instalação inadequadas. Portanto, deve-se considerar cuidadosamente esses fatores na fase de projeto, para reduzir o risco de problemas posteriores na instalação.

Procurar aconselhamento técnico do fabricante nos estágios iniciais do projeto é também uma forma de assegurar que as melhores práticas sejam seguidas durante a instalação. Isso se aplica a todos os grandes projetos que envolvem alta pressão, produtos químicos e petroquímicos com altos padrões de segurança, e nas instalações que exigem níveis elevados de pureza, em diversos setores industriais – como petróleo e gás, geração de energia e na manufatura automotiva, entre outros.

A orientação do fabricante vai garantir que a solução mais eficiente e econômica seja a escolhida para o projeto. Alterações de última hora quase sempre resultam em perda de tempo e dinheiro. Além disso, uma revisão minuciosa das especificações e da instalação tornará o sistema mais seguro, limitando potenciais vazamentos e situações que poderiam oferecer riscos aos instaladores e operadores no futuro.

Historicamente, os grandes projetos apresentam longos trechos de tubulação, com muitas conexões ao longo de sua rota. Contudo, hoje em dia as melhores práticas indicam soluções de montagem direta e/ou diretamente acopladas sempre que possível, o que ajuda a economizar tanto com equipamentos quanto na instalação.

Continue lendo

Expediente ©Parker Hannifin Corp. 2019